O Cartoon Network vem inovando seu catálogo de animações nos últimos anos, trazendo histórias divertidas com certo fundo filosófico, que proporciona a crianças e adultos momentos de diversão e reflexão. Dentre essas, está Steven Universe, uma série animada escrita e dirigida pela compositora e artista Rebecca Sugar. Repleto de canções admiráveis e plot twists incríveis, a série também apresenta personagens e uma história completamente fora do padrão, além de ser claramente representativa para a comunidade LGBT.

S.U (como é abreviado pelos fãs) conta a história do pequeno Steven, o único protagonista homem. Steven é um garoto que possui o coração aberto para todas as possibilidades e procura sempre enxergar o melhor de qualquer pessoa. Característica herdada de sua mãe, Rose Quartz, uma gem (uma espécie de alienígena) natural do Planeta Natal.

Mas para entender um pouco da história de Steven e Rose, precisamos voltar um pouco para entender toda a trama. O Planeta Natal é uma sociedade de alienígenas denominadas Gems. Essa população é comandada por quatro líderes: Rosa, Azul, Amarelo e Branco, que são conhecidas como Diamantes. Uma gem é produzida e cultivada em terra, o que leva essa sociedade a colonizar planetas para aumentar sua população.

Gems

O mesmo teria acontecido com a Terra, porém Rose Quartz, um quartzo rosa, se apaixonou pelo planeta e por toda a vida existente nele e liderou um grupo de rebeldes para impedir sua destruição. Ao final da grande batalha, Rose quebrou a Diamante Rosa, expulsando o exército do Planeta Natal. Mas não sem pagar um preço: antes de partir, um dispositivo acionado corrompeu todas as gems do planeta Terra e Rose conseguiu salvar apenas duas de suas aliadas.

Nos anos que se passaram, Rose e suas seguidoras Garnet, Pérola e Ametista (uma gem que ficou presa na terra mais do que o necessário), se propuseram a encontrar todas as gems corrompidas e dar a elas a paz que procuravam colocando-as em bolhas para que não sentissem mais dor. Nesse período Rose conheceu Greg, o Senhor Universo, um aspirante a cantor pelo qual se apaixonou.

De tão fascinada pela Terra e pelos seres humanos, Quartz usou sua habilidade de mutação para criar um útero em seu corpo para gerar um ser humano com Greg. É válido deixar claro que gems não possuem nenhum tipo de órgão interno, apenas as joias presas à seus corpos. Infelizmente ela e seu filho não poderiam existir em um mesmo plano, levando Rose a se transformar em metade de seu filho. Assim nasce Steven Universo.

Rose Quartz

Steven cresceu sendo cuidado e protegido por seu pai e pelas três gems. O garoto também herdou o bom coração de sua mãe, sempre procurando beleza e bondade até na pior das pessoas. Embora viva em um mundo complicado o qual ele não entende completamente, procura ser feliz da melhor forma possível, o que nos traz a reflexão sobre quais as principais ferramentas para viver bem e feliz. Em sua jornada, procura ficar cada vez mais forte, assim como sua mãe, que o inspira a sempre tentar ser uma pessoa melhor.

A série busca passar a mensagem de que a singularidade de cada indivíduo o torna especial e única no mundo, e que a aceitação de si mesmo é essencial para o autoconhecimento e uma vida feliz. Fugindo completamente dos padrões, cada uma das personagens possui uma característica que a torna única e querida, apesar de que o medo e a insegurança muitas vezes as levam a questionar a si mesmas.

Garnet, Ametista e Pérola completam o círculo de protagonistas, agindo como protetoras do pequeno Steven. A história não possui um seguimento linear, um acontecimento completa o outro ao longo da história, dando espaço para que diferentes personagens possam ter a sua participação na trama. O que leva a série a possuir diversos elementos para constituir a narrativa central.

Não apenas uma série para entretenimento, S.U também aborda assuntos que ainda são tabus em muitas famílias ao redor do mundo, tais como relacionamento abusivos, baixa autoestima e representatividade LGBT. Mas o que torna a série extremamente importante nesse quesito, é a naturalidade de como esses temas são abordados, a forma simplificada e singela para que o público infantil possa entender de forma clara como tudo acontece.

Rebecca Sugar buscou criar uma animação que fosse divertida e conscientizadora ao mesmo tempo, usando de canções recreativas e aventuras emocionantes para demonstrar a diversidade. Uma das peças chaves para demonstrar a representatividade veio com a personagem Garnet, uma gem originária de uma fusão entre duas gems diferentes, Rubi e Saphira. O amor que sentiam uma pela outra levou elas a optarem por ficarem sempre juntas, originando uma gem que, segundo a compositora, é feita de amor.

Rebecca Sugar, criadora de Steven Universo

O romance de Rubi e Safira se mostra tão puro ao longo da série, além de abordar as diversas formas e demonstrações de amor.  É essencial mostrar esse lado da comunidade LGBT para as crianças, principalmente na construção de uma sociedade mais tolerante e menos preconceituosa. Além de suas habilidades incríveis em batalhas, cada personagem possui um caminho que a levou até ali, suas atitudes sempre se baseiam em sua vivência e no ser que construíram ao longo dos anos. A autoestima ainda é um assunto pouco tratado pelos pais, e quando ignorado pode criar em uma criança, marcas que ela carregará a vida toda, e a mensagem que Steven procura passar em cada episódio, é que independente da sua maneira de ser ou de enxergar as coisas, você merece ser amado e reconhecido.

 Apesar de seu sucesso, recentemente muitas tentativas de boicote rondaram à série, as famílias mais conservadoras afirmam que a animação não deveria ser exibida em um canal infantil por apresentar discussões como tão intensas quanto representatividade LGBT e feminina. Mas ainda assim, S.U continua no topo das animações do Cartoon Network, sendo apreciado por fãs de todas as idades ao redor do mundo.

Compartilhe com seus amigos: