O Sucesso das partidas multiplayer da década de 90 voltou! A série Quake, popular para quem começava no mundo dos games de tiro, tem novidades depois de um breve hiato. Assim como Doom e Unreal Tournament, grandes “popularizadores” dos famosos “shooters de arena”, Quake tinha o objetivo simples, “Mate e não morra”. Produzido pela id Software, Midway Games, Lobotomy Software e Pulse Interactive. O jogo foi lançado em 22 de junho de 1996, num estilo FPS consequência do sucesso de Doom. Sendo que os jogos tiveram uma continuação até chegar no Enemy Territory: Quake Wars, vendendo cerca de 4 milhões de cópias. Dono de uma jogabilidade divertida e ampla, o jogo ofereceu cenários e um estilo não tão irreverente, mas muito coeso ao público. Porém foi perdendo força ao longos dos anos por não se atualizar apropriadamente. Nos últimos anos, a série andou esquecida entre os gamers e fiéis jogadores da comunidade, sendo que até o campeão mundial da QuakeCon 2016, Shane “rapha” Hendrixson, admitiu que deixou o jogo para focar em algo mais competitivo, no caso ele falava de Overwatch.

Além disso, as franquias e novidades de FPS e shooters de arena tem se transformado e adaptado aos novos públicos ao longo dos anos. Quake live saiu dos navegadores em 2014 para integrar a biblioteca de jogos gratuitos na Steam, mas os servidores esvaziaram em pouco tempo.

O que parecia um fim, rapidamente mudou para um recomeço. Aproveitando o remake de Doom, a ‘id Software’ e a ‘Bethesda’ aproveitaram a volta do foco aos shooters de arena. Assim, Quake Champions foi anunciado, prometendo muitas novidades. Quake foi muito marcado por duelos rápidos, sendo que em champions, a ação é preservada. As bases do jogo vem direto dos clássicos, com pequenas novidades que tornaram possível que os jogadores joguem do seu próprio jeito. Dentre os tantos heróis e personagens com especializações, habilidades e atributos diversos, alguns se mantém no melhor estilo Quake. Ranger, o soldado clássico ainda tem redução de dano e um equilíbrio considerável entre vida, armadura e agilidade. O personagem ainda conta com uma magia que é lançada para frente e pode ser reativada para teleportar e atacar um inimigo. E também é fácil alcançar plataformas alta, pois ele tem um teleporte rápido.

Galena tem um nível de armadura e agilidade mais baixo, porém a personagem consegue conjurar um totem no chão, que cura os aliados. Com isso é preciso pensar estratégias pelo mapa. Para equilibrar os pontos entre os personagens.

Dentre as mecânicas clássicas, “rocket jumps” e o “bonny hop”, permanecem mantendo as jogadas rápidas. A clássica bazuca Railgun estará de volta junto com outras armas clássicas.

Agora será possível também buscar as melhores armas e itens do cenário, sendo que tudo poderá ser disputado com os adversários. Entre o fogo cruzado de raios, tiros e foguetes, as magias surgem como uma boa forma de surpreender entre os confrontos diretos, mantendo-se vivo por mais tempo. Um trailer foi lançado anunciando a novidade ‘Quake Champions’, com uma nova temática: ‘Champions Will Rise’. Confira a seguir:

 

Curtiu? Então compartilhe com seus amigos:
Estudante de Publicidade e Propaganda. Cinéfilo, adora Séries, leitor ativo de Livros e Quadrinhos.