Por ano, diversas séries são canceladas. Chato? Com certeza, mas faz parte da vida. Séries vem e vão e com muita sorte elas conseguem um final digno, não é a regra, não é a norma. Por isso me espantei tanto com a histeria dos fãs de Sense 8.

A Netflix decidiu não renovar Sense8 para uma terceira temporada. Chato? Com certeza, mas acontece. Faz parte. Quando o Sítio do Pica-Pau Amarelo acabou eu chorei horrores, me descabelei, mas eu tinha, sei lá, uns oito anos talvez. Me admira ver essa mesma reação de adultos.

Os “fãs” estão irados. A Netflix virou a vilã da hora, eles decidiram, DEPOIS DE GASTAR US$200 MILHÕES NA SÉRIE, que não querem promover paz, amor e igualdade. Estão atacando Stranger Things, 13 Reasons Why e basicamente toda série da Netflix que foi renovada. É uma imensa perseguição à perseguida minoria LGBT. Daí estão planejando protestos com Surubaços e boicotes…

Gente, calma aí. Não é por ir contra ou a favor do tema abordado na série, a série foi cancelada  pela baixa audiência.

DESCULPE, eu sei que a Netflix brinca muito nas redes sociais, mas ela não é uma ONG. Ela funciona assim: Você paga a assinatura, ela pega esse dinheiro e produz séries. As que você assiste ela faz mais episódios. As outras, cancela pois se ninguém assiste está jogando dinheiro fora.

Mas acusar a Netflix de homofobia é ignorância. Se a Netflix odeia tanto assim assuntos LGBT, porque ela teria uma categoria LGBT no menu e porque Orange Is The New Black foi renovada pra quinta temporada antes da quarta ir ao ar?

Usando o Google Trends, que mede a popularidade de um termo, é possível ter uma ideia e fazer comparações. Vejamos nos últimos 5 anos, como fica a disputa entre Sense8 e OITNB:

Os dados em azul são da série Sense 8 e os dados em vermelho são de Orange Is The New Black

Mesmo comparando com uma série que não tem uma temática exatamente leve, Sense8 perde no mundo todo, com exceção de dois pequenos países na África.

Sense8 é, não se engane, uma ótima série, instigante, com algumas ótimas sacadas e personagens tridimensionais, mesmo o galã latino secretamente gay é tão real que a gente se preocupa genuinamente com ele, mas poucos assistem.

Vamos comparar com a produção brasileira 3%, a distopia de um futuro pós-apocalíptico onde o mundo é controlado por gerentes de RH.

Os dados em azuis são da série Sense 8 e os dados em vermelhos são de 3%

Isso mesmo. 3% em seu lançamento conseguiu gerar tanto interesse online quanto Sense8 em seu Especial de Natal, lançado quase 2 anos após o final da primeira temporada, com os fãs doidos atrás de conteúdo novo.

Ou seja: É uma boa série, mas com um público restrito custa muito caro. É filmada em 13 países, a logística disso é insana. Estima-se fácil mais de US$100 milhões por temporada.

Fazendo as contas, com a média de R$25,00 por assinatura, para o Brasil bancar Sense8 precisaríamos de 16.241.517 assinantes. Em setembro de 2016, a Netflix tinha aproximadamente 6 milhões de assinantes no Brasil, e o Brasil é um o país de maior audiência da série. Precisaríamos de quase 3 Brasis para a Netflix bancar somente Sense 8.

E como continuo afirmando desde o começo, Sense8 foi cancelada por ser cara demais e ter audiência de menos. Outra série cancelada pelo mesmo motivo, foi Marco Polo. Veja a comparação das duas séries:

Os dados em azuis são da série Sense 8 e os dados em vermelhos são de Marco Polo

Ou seja: No mundo todo, menos no Brasil, Marco Polo era bem mais popular que Sense8, e continuou acima da média da série mesmo sendo cancelada em Dezembro de 2016.

Se você tem um bar, faz um evento do “Mês do Karaokê”, gasta dinheiro com marketing e publicidade e no segundo fim de semana percebe que as mesas estão vazias, você não continua com o evento até terminar o mês. Assim é com a Netflix. Sense8 não foi cancelada por homofobia, foi cancelada por causa do baixo índice de audiência nos dados da Netflix, que é o feedback que podemos dar a empresa.

OBS: Lembrando que nem entrei no assunto das pessoas que se passam por esperto e baixam a série em torrent, ou então pegam a conta de amigos ou vizinhos emprestado. O Brasil é país líder em pirataria audiovisual no mundo e sendo o país com maior audiência de Sense 8, com certeza muitos assistiram e esse dado não foi levado à Netflix. Cabe como alerta 😉

Curtiu? Então compartilhe com seus amigos:
Nasci no dia 11 de novembro de 1995 e hoje moro no litoral catarinense, onde também curso Jornalismo na Univali. Além de ser o fundador e idealizador do Q Stage, o qual me dedico desde 2014, sou músico e trabalho como produtor de conteúdo audiovisual.